BrazilGAF |OT| of Samba, Carnaval... and letting GAF have a sample of it all!

Nov 8, 2013
275
0
0
tb to no aguardo do forum novo.

a Gaf era o unico forum que tinha tolerancia zero pra bigotry, e isso 'e muito raro em comunidade de assuntos nerds, filmes, games etc...

certas mentalidades realmente nao tem q ter espa'co na mesa, e os moderados estavam mandando bem.

espero q isso se mantenha no novo forum...

o negocio 'e ficar no aguardo agora.
 
Jun 22, 2014
7,594
961
390
Do pouco que eu vi do outro fórum, quase todos que eu botei no ignore estão lá. Então talvez eu volte a postar por aqui.
Tenho medo até de olhar. O outro fórum foi feito pelo magrão responsável pela campanha de boicote ao A Hat in Time que sem sacanagem que foi o ponto mais baixo que eu vi na história do NeoGAF. Eles que sejam felizes lá.
 
Dec 28, 2013
702
1
280
Honestamente eu estou meio perdida... O discurso novo do gaf de "só fazer discussões sobre games" e todo aquele post daquele que não deve ser nomeado me soou um pouco....GGista, ou coisa de escola sem partido, pra não falar outra coisa =/

Todos os mods que eu seguia acabaram vazando e eu não sei se ainda vão ter leaks e informações na frequência de antes pq, convenhamos, foi uma queimada de imagem hard...

A pior parte foi ver todo o discurso de ódio contra o Gaf nos dias antes da volta, parecia que todo mundo queria que o fórum pegasse fogo, e vendo as OTs novas, todo o pessoal que tava comemorando esses dias meio que...viraram membros do gaf novo ou o povo que foi permabanned antes =_= oh well...

Eu gostava desse fórum porque eu me sentia bem vinda, não era um lugar perfeito, e a moderação as vezes pegava pesado, mas era decente, muita gente dizia que aqui era um lugar chato pois se vc falasse qualquer coisa contra o "status quo" do forum vc era banido, mas olha, eu já vi tanta gente se safar com tanta merda daqui q meudeus =/(não que eu achasse a moderação boa, aquele tópico do cara reclamando dos gráficos do the witcher(?), que teve o nome do topico mudado pra uma piada sobre os padrões dele foi muita babaquisse)

Eu já não postava muito, e não pretendo postar mais... Se tiverem invite pro discord ou pro res eu ficaria grata, meu único arrependimento foi não ter acabado minha análise do Persona 2 =/

Também não vou pedir ban, mas é mais por preguiça =P, so espero que ter uma conta aqui n me queime no futuro =S
 
Likes: Insane Metal
May 11, 2009
6,630
0
685
40
Brazil
Eu já não postava muito, e não pretendo postar mais... Se tiverem invite pro discord ou pro res eu ficaria grata, meu único arrependimento foi não ter acabado minha análise do Persona 2 =/

Também não vou pedir ban, mas é mais por preguiça =P, so espero que ter uma conta aqui n me queime no futuro =S

Já tem maior galera daqui lá no forum novo, mas postar um convite de discord pra quem ficou aqui ninguém faz.
 
Aug 2, 2014
1,215
0
0
d
Tenho medo até de olhar. O outro fórum foi feito pelo magrão responsável pela campanha de boicote ao A Hat in Time que sem sacanagem que foi o ponto mais baixo que eu vi na história do NeoGAF. Eles que sejam felizes lá.
Manter as discussões saudáveis é importante, mas antes exageravam demais. Também aprovo a nova gestão e acho que o fórum vai se recuperar.
 
Feb 20, 2015
78
0
0
Quase nunca olho o off-topic, vim descobrir que existia um OT pro Brazil-GAF só depois das bombas que foram os últimos acontecimentos e de, aparentemente, muita gente já ter ido embora.

Oh well :/
 
May 15, 2013
1,003
0
0
Eu participei ativamente da ultima conversa que o EL teve sobre harrassment, no topico do signore. O jeito que ele baniu o cara que tava bem vocal sobre acreditar 100% sem provas me fez pensar que o minimo de pensamento contra era banido, o nivel de "protecao" tava demais.

Tive muitas conversas boas por aqui, mas tava na cara que qualquer pensamento minimamente conservador nao era bem vindo. Se isso nao mudar, vou de resetera pra ver o que rola por la.

O foco devia ser em apresentacao de argumentacoes e nao as ideias em si. Contanto que nao fosse agressivo, pra que banir?
 
May 3, 2014
8,383
0
0
Brazil
Fui pego de surpresa por essa "bomba" que rolou.

Os caras tem alguma prova contra Evilore?

Eu não pretendo migrar até porque tenho que reduzir meu tempo em fóruns e focar mais nos estudos, mas pelo que eu li, um monte de gente fez arruaça pra sabotar o fórum e ameaçando a moderação. Então supostamente os mocinhos não são tão mocinhos assim.
 
May 28, 2013
625
2
330
Nossa, gente... de todos os dias, imaginei que hoje acabaria esse "silêncio" aqui...
Sabe aquele gol que o Brasil fez no jogo do 7x1? A condenação do Lula é mais ou menos como esse gol. E o pior é que a gente ainda não sabe se esse "gol" realmente valeu ou não. Afinal, Lula ainda não foi preso, apesar do acórdão. Se depender de Boulos, Hoffman, Stédile e os demais, essa história ainda vai render. O discurso que esses caras fizeram na praça da república foi inacreditável.

Mas enfim... não estou muito otimista. Vamos ver como as coisas vão acontecer esse ano.
 
Likes: GrayFoxRJ
May 28, 2013
625
2
330
Bem, sei que muita gente saiu no movimento de zeistgeist, mas tem membros novos chegando. Eu por exemplo, lol

Olá a todos!
Pois é, cara... só tomei conhecimento do que ocorreu no ano passado, há pouco tempo. Eu ia apenas te dar boas-vindas, mas sua menção sobre “Zeitgeist” me fez refletir um pouco sobre o que aconteceu com essa comunidade, o atual contexto sociopolítico, a crescente polarização que estamos vivendo, e como tudo isso está, de certa forma, relacionado. Então me perdoe por transformar um post de boas-vindas em um textão de facebookson. Mas vamos lá...

Em 2013, ainda na época de pré-lançamento dos consoles da atual geração e no auge da controvérsia do DRM, lembro de ter visto em diversos sites/mídias de jogos, inúmeras matérias sobre a insatisfação dos jogadores em relação a esse problema. E, para minha surpresa, tal insatisfação não se resumia a uma mera birra momentânea de consumidores, mas constituía uma mobilização real dos jogadores, organizada através de uma campanha alicerçada em uma comunidade. Uma verdadeira comunidade de jogadores, vale frisar, e não apenas um grupo de clientes de uma determinada empresa ou serviço, como é a praxe em vários fóruns.

A descoberta dessa comunidade, por meio de uma campanha gigantesca, capaz de se tornar relevante diante da “grande mídia” e, até mesmo, influenciar diretamente a própria indústria de jogos, foi algo surreal pra mim. O primeiro tópico que li, o meu primeiro contato real com essa comunidade, foi o lendário ‘Now do you Believe?’. O OP do mortimer – com os planos da comunidade para combater as intenções malévolas de empresas gananciosas (!), que ameaçavam o futuro do nosso querido hobby -, aliado a uma quantidade absurda de pessoas que interagiam de forma surpreendentemente respeitosa (pelo menos à primeira vista), agindo em prol daquele nobre objetivo, foram mais do que suficientes para despertar em mim o desejo de fazer parte dessa comunidade. Algo que eu não sentia há muito tempo. E foi assim que conheci, e me tornei parte, do NeoGAF.

É claro, relendo o que acabei de escrever, fica patente uma certa “romantização” dos fatos que transcorreram à época. Talvez por nostalgia, que nos faz relembrar o passado com uma pitada de leniência; ou talvez por pura ironia, tendo em vista que hoje sou (um pouco mais) capaz de perceber a minha inocência e ilusões em relação a certas coisas. De qualquer forma, não nego que me sinto bem ao lembrar e escrever sobre o meu “primeiro encontro” com essa comunidade, e imagino que boa parte das pessoas que um dia desejaram e optaram por fazer parte dela, provavelmente tiveram, em algum momento, uma percepção, sentimento e expectativa, em relação ao GAF, semelhantes às minhas.

Mas a verdade é que, pelo menos para mim, essa percepção “inocente” foi sendo desconstruída ao longo dos anos. Uma coisa que demorei certo tempo para perceber, é que o GAF não era uma “verdadeira comunidade de jogadores”, como eu imaginava. Era algo mais do que isso. E não digo isso com uma conotação positiva. Pelo contrário. Com o tempo, fui percebendo que o “Gaming”, que eu pensava ser o elo comum que nos unia, e o cerne deste espaço, era, na verdade, algo secundário, ou um simples meio para atingir os verdadeiros interesses da parte “dominante” dessa comunidade.

E confesso que acompanhar esse processo de desconstrução foi um pouco triste. No início, com uma visão inocente e romantizada, aflorada por simplesmente poder participar desta comunidade gigantesca (e achando tudo sensacional), é natural que você tenha uma postura condizente com a opinião dominante. É natural, imagino eu, assumir como verdade, sem pensar criticamente a respeito, a opinião de determinados membros. Ou talvez não seja natural, mas apenas mais um reflexo da minha ignorância e vulnerabilidade perante determinados discursos.

Mas está tudo lá, nas regras. “Este espaço é intensa e cuidadosamente moderado, visando garantir o triunfo do discurso pautado em argumentos lógicos e evidências”. Não é isso? Logo, as opiniões e discursos que são reforçados e repetidos aqui estão corretos do ponto de vista lógico, argumentativo, empírico, e não apenas “moral”. Ora, nós temos grandes indivíduos nessa comunidade, cada um com um repertório mais afiado do que o outro, e todos eles são categóricos, contundentes e implacáveis num debate, ao sustentar tais opiniões. E quem discorda ou apenas diverge delas esta, muito provavelmente, errado. Ou pior, não está apenas errado, mas tem algum tipo de ódio ou preconceito motivando sua opinião, e deve ser, portanto, combatido.

Por mais pueril que isso possa parecer agora, eu realmente acreditei nisso por um período, principalmente porque ódio, preconceito, etc. são coisas muito reais, que afetam milhões de pessoas, e que já me afetaram, e ainda me afetam em alguma medida. Inclusive, justamente por acreditar nisso, já puxei saco de pessoas “famosas” daqui (uma das poucas coisas, talvez a única, que me arrependo de ter feito nesse fórum), sem sequer saber dos fatos concretos, simplesmente porque tais pessoas regurgitavam um discurso muito palatável, corroborado pelo o que expliquei no parágrafo anterior. Afinal, é muito mais cômodo cobrar que os outros (a sociedade, ou parte dela) solucionem os problemas, do que assumir responsabilidade sobre sua própria vida, incluindo os seus fracassos.

E é inacreditável como esse comportamento acaba tomando conta de você, de forma bastante natural e insidiosa, que chega até a ser difícil perceber. Apenas para citar um exemplo, recordo que há alguns anos, pouco antes de perceber o que estava acontecendo comigo, um interno de medicina estava me passando o caso de um paciente no ambulatório, e eu, de forma instintiva, corrigi algumas palavras que ele usou. Fiz a “correção”, não porque tais palavras estavam erradas do ponto de vista médico ou semiológico, mas simplesmente porque, no meu entendimento, eram ofensivas ao paciente e sua família.

Porém, no meu caso específico, algumas experiências que tive, em parte graças à minha profissão, me permitiram enxergar as coisas com um pouco mais de clareza e propriedade, e me fizeram perceber que uma parte do discurso que eu apoiava (e encontrava suporte aqui no GAF) era, na verdade, prejudicial aos valores (e pessoas) que eu achava que defendia. E à medida que essa dissonância foi se tornando maior, eu fui me afastando deste fórum, chegando ao ponto de participar apenas do BrazilGAF, e mesmo assim, muito esporadicamente.

É claro que o GAF não é (ou foi) a origem desse tipo de discurso/comportamento. Ele é/foi apenas um dos meio pelos quais os discursos ideológicos proliferam, dentro do contexto político e social que estamos vivendo. Eu realmente não saberia dizer se essa comunidade algum dia já foi, em essência, uma “verdadeira comunidade de jogadores”, como eu acreditei outrora, ou se, desde sua concepção, foi um veículo de viés ideológico dentro da comunidade gamer global. Ou talvez tenha sido as duas coisas, não sei dizer.

Mas acredito que isso seja irrelevante agora. O que importa, na minha opinião, é toda a trajetória, que culminou numa irônica “traição” e consequente divórcio dessa comunidade, diante de um contexto sociopolítico cada vez mais polarizado e perigoso. Resta saber como as pessoas vão se comportar diante dos fatos. E aqui, não estou me referindo apenas à comunidade do GAF, mas à nossa sociedade de uma maneira geral.

Mas enfim... já matraquei demais. Que venha 2018. Esse ano promete...
 
Jan 26, 2018
202
121
235
Pra ser bem sincero, o que você falou algo que é inerente ao ativismo engajado. Algumas pessoas confundem ser ativista com ser um 'dick' ou babaca, ao ponto de isto dar o aval para iniciar agressão física ou verbal. De usar ad hominem e não trabalhar com discussão saudavel, e se escnder por trás de escudos de máxima como "não discuto com quem vota em x".

Não é mentira que devemos minimamente purgar comportamentos e extremistas, racistas, homofóbicos. Não acho que ninguem de bom senso, mesmo as pessoas que são contra propostas politicas que envolvam tais tópicos, concorde com o ato crú de violência descriminatória, por exemplo.

É diferente você discordar da adaptação de conceitos de gênero em materiais escolares de ser ativamente um homofóbico anti "minorias". Que isso "habilite" as pessoas que por causa de x, pensa y; a sua individualidade de pensamento não pode habilitar pessoas a chamá-lo de nomes, como Nazista, por exemplo. A vida não funciona com bem e mal.

Mas não é assim que a maioria de ativistas, e jornalistas politicamente engajdos pensam sobre qualquer agenda ideológica que eles mantenham em seus artigos, afinal, existe uma luta em andamento, e para eles até o silencio é significante. Nos próprios estudos de língua usam essa terminologia graças ao viés marxista das áreas humanas.

A saída em massa de usuários só mostra isso, e não acho que seja de todo ruim. Se as pessoas não lidam com o diferente, ótimo. Não ter turma engajada por aqui não significa que isso aqui vai virar um forum uol jogos, um kiwi farms, um gamefaqs por exemplo. O que o Tyler fez ou deixou de fazer, se é verdade... Nunca caberá a nenhum de nós nos envolvermos em nada disso, e isso nada significará. Você não estará habilitando e apoiando qualquer atividade, por que se foi positivo aquilo que a mulher disso, isso cabe à polícia local, a processo, e a mais ninguém. Já existem recursos suficientes para assédio sexual ser combatido. Ponto. O que eu e você temos haver com burburinho e acusações, aqui, num fórum de games. NADA. Da mesma forma que x pessoa ser racista, ou y pessoa fez tal jogo nada tem haver conosco. E nem nunca terá. Como eles não apoiam de x forma o sujeito baseado nas acusações daqueles moderadores, tudo otimo, no hard feelings. Habilitaram, sim, aquele moderador pedófilo que foi para o ERA.

Você vê por exemplo, na mídia gamer a "luta" contra o tal do gamergate. Tá em dúvida se todo o diabo feito em cima de um movimento feito hashtag é o demonio que pessoas como aquele jornalistazinho da uol propaga?

Assita este vídeo:

Indivíduos e grupos racistas, apologistas, e etc precisam sim ser combatidos, mas a educação e o diálogo para mim são chaves para reflexão pessoal. Trabalho dialogando com os extremos direto. Do Bolsonarista ao Ptista. Sem diálogo, sem reflexão, as coisas não rolam. Só vai soar, de fora, idiota ver grupos xingando, usando o twitter para difamação e etc.

Só é uma pena, por que ótimas pessoas, que sequer estavam engajadas politicamente foram embora daqui na mindlessly, como o Orakio. Cheguei a perguntá-lo numa live do Cosmic Effect esse fim de semana e ele solenemente ignorou. De boas.
 
Jun 22, 2014
7,594
961
390
Sobrou algum de vocês aqui? Bom, um belo abraço pra alguns notáveis que assombravam esse tópico antes da grande cizânia. Independente de vocês estarem curtindo esse dia ou não, eu espero que vocês saibam que eu estou curtindo tanto quanto eu curti quando vocês vazaram daqui.
 
Dec 21, 2013
2,509
187
390
Recife, Brasil
Parte do pessoal de esquerda que postava aqui era bem irritante, inclusive um magrão que brigou comigo por causa do presidente Lula em outro tópico. Parte do pessoal era bem de boa, mas tinha uns que meu deus do céu viu.
O povo tá exaltado ultimamente, principalmente depois da prisão. Veremos nos próximos capítulos
 
Likes: Lionel Richie
Jun 22, 2014
7,594
961
390
Verdade, mas isso já está uma merda faz muito tempo. Desde que começaram a suspeitar que o Lula era ladrão o nível da argumentação caiu muito. Pô um cara aqui me chamou de idiota quando a gente tava discutindo isso, cadê o companheirismo? Desse tipo de gente eu não sinto falta desde que o fórum se dividiu.

Sobraram muitos de nós por aqui será?
 
Jan 15, 2018
514
396
225
É, tirando a sensação constante de que o fórum vai morrer sei lá em qualquer instante, eu tenho gostado bastante desses últimos meses aqui.
O tumor foi extirpado, mas quase matou o paciente. Se o paciente vai se recuperar não sei.
Mas a moderação mudou muito pra melhor.

Eu gostaria de ver o Gaf voltar a ser o que era, sem ser um echo chamber esquerdista claro. Eu tentei outros fóruns. Tentei reddit. Mas acabei voltando pra cá.
 
Jun 22, 2014
7,594
961
390
O tumor foi extirpado, mas quase matou o paciente. Se o paciente vai se recuperar não sei.
Mas a moderação mudou muito pra melhor.

Eu gostaria de ver o Gaf voltar a ser o que era, sem ser um echo chamber esquerdista claro. Eu tentei outros fóruns. Tentei reddit. Mas acabei voltando pra cá.
Eu também. Eu amo a possibilidade de um fórum razoavelmente grande que nem o GAF com moderação sem ser exagerada e principalmente sem propaganda esquerdista. O problema pro GAF é que boa parte da audiência que viria pra cá agora já foi espantada na época em que o cara dava um peido fora de tom e era banido.
 
Jun 20, 2018
970
515
215
Brazil
Eu também. Eu amo a possibilidade de um fórum razoavelmente grande que nem o GAF com moderação sem ser exagerada e principalmente sem propaganda esquerdista. O problema pro GAF é que boa parte da audiência que viria pra cá agora já foi espantada na época em que o cara dava um peido fora de tom e era banido.
Acredito que o fórum melhorou bastante depois da treta do ano passado.
Espero que cresça novamente e fique menos político, o legal daqui é discutir jogos e tópicos divertidos lá no off topic.
 
Jun 22, 2014
7,594
961
390
Acredito que o fórum melhorou bastante depois da treta do ano passado.
Espero que cresça novamente e fique menos político, o legal daqui é discutir jogos e tópicos divertidos lá no off topic.
Sim e a liberdade de discutir esses tópicos sem tomar um sniper de qualquer lugar. Se o GAF sobreviver e crescer de alguma maneira vai virar um lugar bem foda.
 
Jun 20, 2018
970
515
215
Brazil
Sim e a liberdade de discutir esses tópicos sem tomar um sniper de qualquer lugar. Se o GAF sobreviver e crescer de alguma maneira vai virar um lugar bem foda.
Assim espero. O outro fórum já está extremamente político, tanto no lado de jogos como no off. Maioria dos usuários lá são de esquerda, incluindo os moderas, e se você ir contra a ideologia deles você toma ban.
 
Jun 22, 2014
7,594
961
390
Assim espero. O outro fórum já está extremamente político, tanto no lado de jogos como no off. Maioria dos usuários lá são de esquerda, incluindo os moderas, e se você ir contra a ideologia deles você toma ban.
To fora, pra que participar de um fórum de discussão onde não é possível ter uma discussão honesta sobre qualquer coisa?
 
Jun 22, 2014
7,594
961
390
Sim, isso me desanimou bastante lá.
O lado bom é que agora esse tipo de usuário está lá e não aqui. :giggle:
Com certeza! O usuário não me incomoda, a pessoa pode seguir qualquer ideologia que sei lá, no máximo vai ser irritante. O que não pode é a moderação intervir nisso. Aí você não tem mais um fórum, você tem uma perda de tempo coletiva.
 
May 28, 2013
625
2
330
Pra ser bem sincero, o que você falou algo que é inerente ao ativismo engajado. Algumas pessoas confundem ser ativista com ser um 'dick' ou babaca, ao ponto de isto dar o aval para iniciar agressão física ou verbal. De usar ad hominem e não trabalhar com discussão saudavel, e se escnder por trás de escudos de máxima como "não discuto com quem vota em x".

Não é mentira que devemos minimamente purgar comportamentos e extremistas, racistas, homofóbicos. Não acho que ninguem de bom senso, mesmo as pessoas que são contra propostas politicas que envolvam tais tópicos, concorde com o ato crú de violência descriminatória, por exemplo.

É diferente você discordar da adaptação de conceitos de gênero em materiais escolares de ser ativamente um homofóbico anti "minorias". Que isso "habilite" as pessoas que por causa de x, pensa y; a sua individualidade de pensamento não pode habilitar pessoas a chamá-lo de nomes, como Nazista, por exemplo. A vida não funciona com bem e mal.

Mas não é assim que a maioria de ativistas, e jornalistas politicamente engajdos pensam sobre qualquer agenda ideológica que eles mantenham em seus artigos, afinal, existe uma luta em andamento, e para eles até o silencio é significante. Nos próprios estudos de língua usam essa terminologia graças ao viés marxista das áreas humanas.

A saída em massa de usuários só mostra isso, e não acho que seja de todo ruim. Se as pessoas não lidam com o diferente, ótimo. Não ter turma engajada por aqui não significa que isso aqui vai virar um forum uol jogos, um kiwi farms, um gamefaqs por exemplo. O que o Tyler fez ou deixou de fazer, se é verdade... Nunca caberá a nenhum de nós nos envolvermos em nada disso, e isso nada significará. Você não estará habilitando e apoiando qualquer atividade, por que se foi positivo aquilo que a mulher disso, isso cabe à polícia local, a processo, e a mais ninguém. Já existem recursos suficientes para assédio sexual ser combatido. Ponto. O que eu e você temos haver com burburinho e acusações, aqui, num fórum de games. NADA. Da mesma forma que x pessoa ser racista, ou y pessoa fez tal jogo nada tem haver conosco. E nem nunca terá. Como eles não apoiam de x forma o sujeito baseado nas acusações daqueles moderadores, tudo otimo, no hard feelings. Habilitaram, sim, aquele moderador pedófilo que foi para o ERA.

Você vê por exemplo, na mídia gamer a "luta" contra o tal do gamergate. Tá em dúvida se todo o diabo feito em cima de um movimento feito hashtag é o demonio que pessoas como aquele jornalistazinho da uol propaga?

Assita este vídeo:

Indivíduos e grupos racistas, apologistas, e etc precisam sim ser combatidos, mas a educação e o diálogo para mim são chaves para reflexão pessoal. Trabalho dialogando com os extremos direto. Do Bolsonarista ao Ptista. Sem diálogo, sem reflexão, as coisas não rolam. Só vai soar, de fora, idiota ver grupos xingando, usando o twitter para difamação e etc.

Só é uma pena, por que ótimas pessoas, que sequer estavam engajadas politicamente foram embora daqui na mindlessly, como o Orakio. Cheguei a perguntá-lo numa live do Cosmic Effect esse fim de semana e ele solenemente ignorou. De boas.
Pow cara, essa resposta vai ser direto do túnel do tempo. Esses últimos meses têm sido barril, muito trabalho. Mas mesmo com esse lapso temporal, acho que fiquei te devendo um feedback. Principalmente por você ter se dado o trabalho de responder ao meu textão de facebookson. Acho que nem eu teria feito isso, haha :)

Mas enfim, eu concordo com você em linhas gerais. Particularmente, não sou fã de ativismo engajado, mas acho que acabei meio que entrando nessa onda de forma passiva, muito provavelmente por causa do contexto sociopolítico desses últimos anos. E te digo que ter percebido isso, e ter me afastado desse "ativismo passivo", melhorou muito minha qualidade de vida. Se envolver nesse debate ideológico, nessa "guerra cultural" como o pessoal tá chamando, é cansativo demais. E, na grande maioria das vezes, não dá em nada de positivo, só gera estresse. Sem contar a quantidade absurda de tempo perdido.

Mas não me entenda mal. Ter algum engajamento social é importante. Ajudar as pessoas à sua volta, e contribuir com a sociedade de uma maneira geral, é fundamental. Agora, na minha opinião, há outras formas - mais eficientes - de fazer isso, do que com ativismo político/engajado. Mas é aquela história, se a pessoa gosta e acha importante esse tipo de ativismo, go for it. Eu só diria para tomar cuidado, e não acabar virando uma marionete do próprio viés ideológico que está defendendo. Esse risco, de virar um sectário, é bem grande para quem segue o caminho do ativismo político (não só político, mas enfim), independente de qual seja sua bandeira. Pela minha experiência, poucas pessoas são capazes de fazer essa auto-crítica, e mudar.

Quanto à questão do GG e do outro fórum, não tenho como dar pitaco. O GG explodiu numa época em que eu já estava tentando me afastar das tretas (das internacionais, pelo menos, haha). E o outro fórum, não vi muita coisa depois da "migração".
 
May 28, 2013
625
2
330
Frequento o site a mil anos (sempre de ghost) e nem sabia q tinha um Brazil Gaf,carai,até fiz uma conta pra comentar aqui
Opa, seja bem-vindo.

Antigamente o pessoal dava uns "conselhos" para os membros novos, sobre como evitar determinadas circunstâncias que... digamos, aumentassem o risco de uma martelada.

Mas parece que a moderação melhorou nesse sentido, depois da treta do ano passado. ACHO que esses "conselhos" não são mais necessários :cool:
 
Jun 20, 2018
970
515
215
Brazil
Opa, seja bem-vindo.

Antigamente o pessoal dava uns "conselhos" para os membros novos, sobre como evitar determinadas circunstâncias que... digamos, aumentassem o risco de uma martelada.

Mas parece que a moderação melhorou nesse sentido, depois da treta do ano passado. ACHO que esses "conselhos" não são mais necessários :cool:
Quais eram os conselhos?
 
May 28, 2013
625
2
330
Quais eram os conselhos?
Depende de quem dava, haha!

Em geral, evitar tópicos polêmicos antes de 300 posts, jamais criticar ou questionar a moderação, dar opiniões bem detalhadinhas e, de preferência, com um tom "politicamente correto".

Mesmo assim, tivemos algumas baixas. Menção honrosa ao finado RopeSnake, que faleceu em um tópico sobre GamerGate - com 220 posts - dois dias após receber os "conselhos" :p
 
Jan 15, 2018
514
396
225
Sim, isso me desanimou bastante lá.
O lado bom é que agora esse tipo de usuário está lá e não aqui. :giggle:
A situação lá é tão absurda, tem tanta gente sendo banida que já dá pra sentir um aumento de "certo tipo" de usuário aqui.
A questão é: se o gaf se recuperar e o hospício lá implodir e os loucos voltarem pra cá o que o admin vai fazer? Aceitar de braços abertos? Afinal, mais usuários = mais cash.
Ele estava de boa, se sentindo o zuckerberg, até que o showergate aconteceu e os inmates se viraram contra ele.

Eu gosto do gaf. Espero que se recupere. Depois do colapso ano passado passei a usar mais o reddit. Mas não é a mesma coisa.
 
Jun 20, 2018
970
515
215
Brazil
A situação lá é tão absurda, tem tanta gente sendo banida que já dá pra sentir um aumento de "certo tipo" de usuário aqui.
A questão é: se o gaf se recuperar e o hospício lá implodir e os loucos voltarem pra cá o que o admin vai fazer? Aceitar de braços abertos? Afinal, mais usuários = mais cash.
Ele estava de boa, se sentindo o zuckerberg, até que o showergate aconteceu e os inmates se viraram contra ele.

Eu gosto do gaf. Espero que se recupere. Depois do colapso ano passado passei a usar mais o reddit. Mas não é a mesma coisa.
Acredito que os usuários mais malucos de lá não vão aguentar ficar aqui, sendo que agora podemos ter discussões com pontos de vista diferentes.
 
Likes: voidenberg